DIFICULDADE EM GANHAR MASSA MAGRA?

Principais causas relacionadas a essas dificuldades que grande parte das pessoas relata:

1. Treino insuficiente: a maioria das pessoas não treina cada grupamento até a exaustão. Outros acreditam que treinam bem mas não fazem ideia de qual musculatura é requerida em cada exercício. E alguns ainda ficam presos a carga que o professor colocou na primeira vez em que passou a série. Então a primeira coisa a fazer é rever o treino. Converse com o seu educador físico/personal de forma que consiga melhorar os resultados especificamente para aquelas musculaturas menos desenvolvidas. De repente está faltando enfatizar aquele grupamento que você não gosta tanto de treinar.

2. Descanso insuficiente: Muita gente ainda acredita que quanto mais eu treinar, mais eu desenvolverei aquela musculatura. Entretanto, músculo precisa de descanso para que ele possa se hipertrofiar e regenerar.

3. Noites mal dormidas: o sono regular e contínuo é extremamente importante para a produção de alguns hormônios como melatonina e GH. O pico de GH noturno em indivíduos adultos já é muito baixo (quando o comparamos com os da criança) e se o indivíduo ainda tem uma privação do sono, a produção desse hormônio pode ser ainda mais baixa. Lembrando que o GH é um hormônio que ajuda a mobilizar a gordura do tecido adiposo para ser utilizada como fonte energética. A falta de sono ainda interfere negativamente no metabolismo do cortisol e da testosterona. Níveis de testosterona mais baixos podem ocorrer em indivíduos que não dormem, principalmente no período da manhã, onde temos o pico deste hormônio. Cortisol tende a se elevar gradativamente a medida em que nos privamos do sono. Cortisol aumentado é sinônimo de queda na imunidade, aumento de marcadores inflamatórios e aumento da gordura abdominal (principalmente).​

4. Dieta inadequada: Muita gente pensa que para ganhar massa muscular eu tenho que comer basicamente frango e batata doce o dia inteiro e esquecem de todos os outros micronutrientes que são importantes na alimentação e até na construção de músculos. Precisamos de diversas vitaminas e minerais presentes em vegetais para a regularização de hormônios endógenos e neurotransmissores cerebrais. Esses, por sua vez, contribuem para a hipertrofia muscular e para diversos outros fatores relacionados a biomecânica e ao equilíbrio.Outras pessoas pensam que somente uma balinha, ou um chocolatezinho, ou um belisquete aqui e outro ali não contabilizam. E tudo conta quando se busca um resultado. Todas essas calorias vazias ingeridas ao longo do dia serão contabilizadas gerando um aumento não só de anti nutrientes mas também de calorias ingeridas/dia. Por isso, é importante buscar um profissional que possa montar um cardápio adequado para você e que esteja dentro da sua rotina e de seus objetivos.

5. Falta de água: sabemos que 75% do corpo humano é composto de água e todas as reações químicas e metabólicas que acontecem dependem dela. E mesmo assim ainda existem muitas pessoas que não bebem quase nada ou só o mínimo. Então a sugestão aqui é usar a seguinte formulação: multiplique 35mL pelo seu peso (em Kg) e descubra quanto de água está ingerindo. Lembrando que em dias quentes e durante a atividade, deve-se aumentar essa ingestão devido as perdas através do suor.

6. Hipotireoidismo: o próprio hipotireoidismo, quando descompensado, pode dificultar ou até impedir o ganho de massa muscular. Isso porque todo o metabolismo estará funcionando de forma muito mais lenta. Além disso, a força de contração fica diminuída e o indivíduo sente-se constantemente cansado. Outra coisa interessante é que os hormõnios tireoidianos – especificamente o T3 – estão envolvidos diretamente na síntese de testosterona, que é um hormônio anabólico. Portanto, indivíduos com hipotireoidismo descompensado ou com história de hipotireoidismo subclínico devem procurar um endocrinologista para acompanhamento contínuo e prescrição dos hormônios tireoidianos.

7. Suplementação inadequada: Muita gente chega tomando todos os suplementos de uma vez sem saber porquê e para que está tomando. Primeiro: os suplementos auxiliam não só a ganhar massa magra como a melhorar a performance e a recuperação muscular. Mas nem sempre o suplemento é necessário. Então, mais uma vez, por isso é importante procurar um bom profissional para acompanhar sua alimentação, suplementação, objetivos e resultados.