GORDURAS BOAS NA DIETA

As gorduras, chamadas na medicina de Lipídios, são macro nutrientes essenciais para a manutenção do equilíbrio dos organismos vivos.

Uma dieta com uma quantidade adequada das gorduras boas, isso é, gorduras poliinsaturadas e monoinsaturadas, é capaz de proporcionar uma série de benefícios para a saúde e de prevenir diversas doenças.

Esses tipos de gorduras podem ser encontrados  em alimentos como: azeite de oliva extra virgem, abacate, amêndoas e nozes, castanhas, óleos de milho, canola, linhaça e girassol, sardinha, dentre outros.

Quando nas concentrações adequadas no organismo e devidamente calculadas para cada indivíduo, atuam em diversas etapas do metabolismo como:

1. Diminuindo as frações de LDL (colesterol ruim) e, consequentemente, os riscos de entupimento dos vasos sanguíneos. Desta maneira, diminui os riscos do que chamamos de eventos cardiovasculares maiores, como o infarto e a morte súbita.

2. Aumentando os níveis de HDL (colesterol bom), o qual contribui mais ainda para a queda dos níveis de LDL e prevenção dos eventos cardiovasculares.

3. Contribuindo para a integridade das membranas celulares, uma vez que todo o nosso corpo é composto por células e todas elas possuem gordura na sua membrana externa.

4. Contribuindo para a produção de diversos hormônios (dentre eles os hormônios sexuais), uma vez que os lipídios são a matéria prima para a fabricação de muitos deles.

5. Atuando como antiinflamatório e anti radicais livres em todo o nosso organismo através de uma série de reações químicas.

Importante lembrar aqui que por melhor que sejam as gorduras, elas ocupam apenas o topo da pirâmide alimentar, não devendo, portanto, serem consumidas em excesso (exceto em casos específicos).

Todos os excessos são acumulados em forma de gordura no corpo humano, por melhor que seja a qualidade dos nutrientes ingeridos.Um antigo adágio funciona como uma regra certa para este caso:“  A diferença entre remédio e veneno é a dose.”