MENOPAUSA E TIREÓIDE

Sempre que pensamos em menopausa, relacionamos a envelhecimento, calorões, mudanças no corpo, dificuldades em emagrecer e um monte de alterações hormonais que deixam todas de cabelos em pé e geram aquelas dúvidas: repor ou não os hormônios?

Muita gente pensa que o fato de entrar na menopausa leva a uma falência de todos os hormônios mas, na realidade, não é bem assim que funciona. Os hormônios ovarianos, progesterona e estradiol principalmente, caem abruptamente. Mas será que o mesmo acontece com a tireóide nesse momento?

Não.

Na realidade, mulheres menopausadas apresentam diminuição do estradiol e com isso ocorre também uma diminuição de uma proteína chamada TBG, que é uma proteina transportadora de hormônios tireoidianos. Se os níveis dessa proteína carreadora caem, começa a haver mais T3 e T4 livres na corrente sanguínea e essas frações livres inibem a liberação de TSH. Ou seja: em um primeiro momento a queda do estradiol é até interessante do ponto de vista tireoidiano. Mulheres em hipotireoidismo entrando na menopausa, por exemplo, frequentemente tem redução das dosagens da medicação.

Gostou? Mande a sua dúvida para gente. Será um prazer responder aqui.