CANELA PARA EMAGRECER E CONTROLAR O AÇÚCAR: MITO OU VERDADE ?

Especiaria muito antiga que remonta o tempo dos faraós. Dizem que a canela ou cinnamon era utilizada, além dos perfumes, no processo de mumificação.

Existem mais de 200 espécies de Cinnamon espalhadas por diversos países e cada uma delas com predominância de alguns ativos que realmente tem potencial medicamentoso – conforme o capítulo deste livro publicado agora em 2019 pelo Dr. Salomon.

De acordo com o material pesquisado, o extrato cru de canela está dentre os alimentos (junto com o açafrão) com potencial de agir na resposta glicêmica e insulinêmica. Estudos duplo cegos controlados com adm de cinnamon na dose de 20mg/kg/dia durante algumas semanas mostrou diminuição dos valores do teste oral de tolerância a glicose, bem como diminuição dos níveis basais de insulina. Os benefícios não param por aí. Alguns casos de diabetes tipo 2 se iniciam a partir de alterações no metabolismo das gorduras e na alta ingesta das mesmas e a administração do extrato do Cinnamon mostrou diminuição na ingesta de alimentos bem como alterações na gordura visceral.

Em ratos obesos, a adm da canela mostrou diminuição da gordura visceral, do peso corporal, das enzimas hepaticas e melhora do controle da glicemia e dos lipídios.

Além disso, houve um aumento das enzimas antioxidants, como Glutationa Redutase, SOD e óxido nítrico.

Isso se dá devido a presença de um componente volátil na canela chamado CINNAMALDEÍDO. De acordo com as pesquisas, esse componente teria atividade semelhante a uma classe de medicamentos antidiabéticos, as Sulfoniluréias.

Incrível não é?